Arquivo da categoria: fast fashion

Achadinhos "Fast Fashion"

Meninas,
como sei que vocês adoram, essa semana fui catar uns achados para o blog. E é sempre assim, vou lá só pra dar uma olhadinha e acabo dando uma compradinha….não resisto!!! 
Vou mostrar agora tudo o que vi e mais gostei na loja, e depois me digam o que mais gostaram!!!

Que coletes PERFEITOS! A Parka Militar R$109 e o coletinho de couro (lindo!!!) R$149

 Camisa com Spikes na gola R$99,90

 Tee podrinha com aplicação de pérolas R$69,90

 Tee com aplicações de pedras. Já vi IGUAL na Zara, por R$99. Essa tava R$59.

Calça com print de bicho por R$49 (tá aí a etiqueta que não me deixa mentir) e camiseta de “chifon”, que dá pra fazer o “nózinho do momento”, por R$69,90. 
 Saias: Assimétrica R$79,90 e Peplum R$89,90
 Shortinho Verde Militar R$79,70

Camisa Militar R$119,00
 Saia Etnic Print R$89,90
Abro um parêntese nesse post pra comentar o quanto o mercado anda em uma fase ctrl c + ctrl v total. É tão engraçado entrar em uma Zara ou TopShop, por exemplo, e alguns meses depois se deparar com a mesma peça, que por lá passa dos R$100, nas araras de uma fast fashion custando um pouco menos…Tento notar alguma diferença, mas algumas vezes nem mesmo tecido e estampa conseguem detalhar a divergência entre as peças. 
Nessas horas percebemos que a etiqueta vale uns trocados a mais e que de nada adianta colocar a culpa no sistema, alegando que só rico se veste bem! Ontem tive uma prova real da situação que falo aqui pra vocês. Olhem só!
Essa foto foi postada no blog Garotas Estúpidas contando os últimos achados de Camila na Renner! E tomei um susto quando vi ali, minha blusinha da TopShop e minha saia saia da Zara estampando uma matéria da RENNER Fiquei chocada que a regata que comprei por R$100 e a saia que paguei R$120 (em média – comprei nos EUA há alguns meses) estavam no mínimo R$20 a menos. 
Olhem como são muito parecidas:
Regata TopShop
Saia Zara
Não quero abrir polêmica aqui no blog, mas queria deixar claro que sou totalmente contra a pirataria, mas super à favor dessas “recriações”, ainda mais quando surgem para gerar uma inclusão no mercado da moda.
Uma coisa é você contribuir com o mercado que se utiliza de marcas e etiquetas de luxo para vender um produto de qualidade inferior, por um preço mais baixo e lucrar ilegalmente com isso e outra você copiar um modelo de uma peça de roupa que você tenha gostado, mas não pode ter acesso por algum motivo que seja. #prontofalei
 Então é isso meninas, VIVA as Fast Fashions e, principalmente o nosso direito de se vestir bem e barato!!!
Bjbjbjsss @SueidAbou